quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Vai comer ou quer que embrulhe?


Acordou cedo com uma terrível dor. O estômago embrulhado, uma vontade inadiável de ficar na cama. Tomou um café preto, vestiu-se com o vestidinho-de-ir-à-rua, de malha, cinza, básico, só para esconder as vergonhas de forma neutra. Rasteirinha chic, para compor o look e não aparentar desleixo. Na padaria serviu-se de pão, cinco, seis, sete, oito, colocou no pacote foi até o caixa, pagou e recebeu os pães numa sacola plástica. Passou na banca comprou o jornal, que veio numa sacola plástica.
- Já houve um tempo (pensou) que o Jornal, depois de lido de fio a pavio, servia como "sacola plástica" embalando folhas e flores na feira e embrulhando o lixo além de mil e uma outras utilidades.
Passa na farmácia, compra um anti-ácido que lhe é entregue numa sacola plástica.
De volta a casa, pega as duas últimas torradas e joga fora o saco. Desembrulha duas fatias de queijo(que mais parecem plástico!) e coloca em cima das respectivas torradas.
Ao arrumar a casa retira o lixo das seis, repito, seis latas de lixo que estão forradas por seis sacolas plásticas. Casa arrumada, vai se recuperar no salão de beleza.
- pé e mão?
- sim.
-um minutinho por favor.
anuncia no microfone do salão moderno:
-Cíntia, Sra Miranda a aguarda na recepção.
-Cíntia, a manicura, pega o kit descartável e indica a cadeira.
-Redonda ou quadrada?
-Quadrada.
Quando termina de lixar as unhas da mão, coloca as mãos da freguesa numa luva de plástico descartável que contem um amaciante de cutículas.
Faz o mesmo com os pés. Fazendo as contas: uma luva para cada mão e uma para cada pé!
-A sra deseja uma água, um café, um mate?
O mate vem num daqueles copos long drink e na mesma bandeja vem um canudo embrulhado num saquinho plástico, repito, um canudo, num saquinho. E um guardanapo embrulhado num saquinho, desta vez não vou repetir que vai ficar chato!
Vai ao supermercado, enche seis pares de sacolas plásticas com o cardápio para dois dias.
De volta em casa, prepara o almoço com o que comprou, abrindo umas três ou quatro embalagens (com o perdão da má palavra) plásticas.
A noite sai para jantar com o marido e, inocente janta sem pensar nas malditas embalag...
Na hora do amor vocês já sabem sexo seguro.

Se você se interessa pelo assunto clic aqui. Lá você vai encontrar ótimos videos sobre o assunto.
Peguei a foto da sandália que ilustra o texto na internet. A sandália é toda feita de sacolas plásticas.
Se você diminuir o uso das sacolinhas, prometo não falar mais no assunto!

3 comentários:

Maria Augusta disse...

Paçoca, estas sacolinhas plásticas são uma praga mesmo. Aqui eles ja não estão fornecendo mais nos supermercados, você tem que trazer a sacola de casa...mas nas feiras os comerciantes fornecem, eu sempre recuso pois levo sempre minha sacola de pano. Acredito que vai levar muito tempo até que as pessoas se conscientizem do mal que elas causam ao meio ambiente.
Beijos e parabéns pelo post.

tertulías disse...

aí também, né? a Espanha é um horror - acho que pior! Se lá voce compre tres artiguinhos, digamos, uma pasta de dente, uma caixinha de palitos e um desodorante, já vai recebendo tres sacolinhas. Aqui nao, temos cestos de compras em casa, as pessoas mais velhas até carrinhos... quase nunca se compra sacolas de supermercado - aqui tem que comprar! Acho que aí está o segredo, hein?

Cláudia M. disse...

É mesmo muito preocupante, o uso excessivo de sacos de plástico e todo o tipo de embalagens plásticas que utilizamos. Felizmente (muito devagarinho) há pessoas que já estão a voltar aos sacos grandes, cestas, sacolas reutilizáveis.
Mas qq coisinha que vc compra no supermercado vem embalada, esferovite e plástico, plástico e mais esferovite... carne, peixe, tudo embalado! A quantidade gigantesca de lixo não bio-degradável que usamos é mesmo um horror!
Eu tento mudar, mas mesmo estando consciente do problema, por vezes vou às compras e esqueço de levar o meu próprio saco. São hábitos muito enraizados, há que lutar contra eles.

bjs