quinta-feira, 22 de abril de 2010

Caos ou caô?????

Peguei esta foto no O dia, e é de uma leitora chamada Cláudia Maria

Sempre achei curioso o fato de as nossas maiores dores serem causadas por quem mais amamos. Em menor proporção do que uma dor de amor, a prefeitura, que deveria nos querer bem, patrocinou o maior caos de trânsito que a cidade já viveu. E o que é pior, ao tentar se desculpar, fez mais feio ainda, disse que não imaginava que viria tanta gente!
O Prefeito não é pago para ter imaginação, é pago para calcular, administrar, se informar. Faz uns quinze dias que eu recebi uma fitnha na saída do metrô convidando para este evento. Eu recebi a fitinha e toda a torcida da Seleção Canarinho também.
Então eu, que administro um modesto apartamento de 2 quartos e duas filhas pensei: Nooossaa, vai ter gente à bessa neste evento.
O Prefeito, que tem a minha idade, deve ter ido ao RockinRio, e deve lembrar-se do caos que era na hora da saída. Mas, quem não foi ao RockinRio, não se lembra. Simplesmente porque o caos, se deu somente, lá pelos lados do Riocentro, onde há bastante lugar para estacionar.
Acho ridículo pedir desculpas por não imaginar as proporções do evento. É como se eu chegasse à mesa na hora do almoço, com as travessas vazias e pedisse desculpas, na maior cara de pau:
-Não imaginei que vocês estariam com fome a esta hora!!!!

2 comentários:

Tertúlias... disse...

Mas o que foi isto??????? Me explique... só posso dizer uma coisa - uma atitude sem pensar na seguranca das pessoas, ou estou errado? Marcinha, me explique... tenho que ficar mais a par das coisas da minha cidade...

Luigi Spreafico disse...

Você tem razão. Quando amamos, queiramos ou não, causamos dor. A dor do amor que, grotescamente, pode começar nas margens do rio Tietê e terminar numa igreja de São Francisco. É sobre a dor que os grandes amores são construídos. E felizes são aqueles que teêm o privilégio de sofre-la.
Severino