domingo, 18 de abril de 2010

Pampa-Linda


Meu fim de semana foi bom. Sol, céu azul, muita paz, canto de passarinho, companhia do Rex, bons livros: Paulo Mendes Campos e Guimarães Rosa.Volta tranquila sem engarrafamentos. Saudações alvinegras para o pedaço da minha família que é botafoguense (que não é o meu caso).Tá na época do pinhão. E só quem já comeu pinhão fresquinho (o comprado em supermercado é velho e duro) sabe o que é bom. Apesar do caseiro de Pampa-linda, não gostar de plantar,e nem de cuidar do que plantamos, algumas plantas sobrevivem. Trouxe de lá um arranjo lindo de heliconias e antúrios, que eu mesma fiz, abacate, limão galego, limão siciliano, xuxu, banana, aipim, lima da pérsia e pinhão.Delícosamente orgânicos!

3 comentários:

Tertúlias... disse...

Amiga, nossa, que maravilha... tudo das tuas terras, do teu "pomar" (ou se fala horta???). Se eu voltasse para o Brasil queria viver assim - passei minha infancia toda em Penendo, conheces? - no campo, com tudo organico... como dizia a música? Inde eu possa plantar meus amigos, meus discos e livros... e nada mais (bem do internet eu preciso... hi hi! Adoro o campo mas adoro também encomendar livris, DBDs e CDs no Amazon... ).
Beijos minha Flor!
Ricardi

Tertúlias... disse...

Inde? Quiz dizer "Onde"...

Luigi Spreafico disse...

Parabéns! Você já pode escrever uma crônica intitulada "Meu sítio não dá Prejuízo". Eu ajudo. Não se ofenda com a brincadeira, sua crônica está linda.
Severino