quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Mega da virada?


Aqui no Brasil tem um loteria acumulada em 140 milhões de reais. As filas são enormes. Muita gente gastou o que podia e o que não podia para concorrer ao prêmio milionário.


Quando ganhar na loteria, eu vou:
Vou aprender francês, filosofar em alemão, discutir em italiano e ter uma paciência de chinês.
Vou trocar meu relógio inglês, por um paraguaio, que vai ter 30 horas.
Só vou comer queijo suiço e tomar vinho francês, comer pasta italiana, chocolates belgas e tomar um cafezinho brasileiro para a exportação, importado (que ninguém é de ferro).
Vou comprar um piano de cauda e convidar o Nelson Freire para tocar para quem quiser ouvir.
Vou viajar bastante.
Vou fazer a viagem ao centro da terra, as viagens de gulliver,
Vou a terra do nunca.
Vou ver as maravilhas que Marco Polo viu.
Vou fazer grandes navegações e conhecer novos mundos.
Vou navegar do Polo Sul ao Polo Norte com o Amir.
Vou descobrir que a terra não é redonda, tem o formato de um oito deitado.
Vou fazer o caminho de Santiago e encontrar comigo.
Vou fazer uma viagem espacial e encontrar com Deus.
Vou dar muitas festas.
Vou comemorar o fim da guerra do Iraque.
Vou fazer uma enorme feijoada, quando acabar a guerra no morro do alemão.
Vou fazer uma moqueca com o que pescar na Baia de Guanabara.
Vou separar o sujeito do verbo, verbo trair, verbo roubar, verbo matar...
Vou contratar um jardineiro.
Vou mandar flores para os amigos todos os dias.
Vou semear vento e colher brisas.
Ah!!! Vou suspirar mais.
Vou acordar de bom humor, e assim permanecer.
Vou ler um livro por dia.
Vou dar alta a minha psicanalista e mandar flores para ela também.
Vou arranjar um emprego
Vou parar de jogar.

3 comentários:

Tertúlias... disse...

Joga um joguinho por mim?????? Lindo Ano-Novo, minha Flor!!!!!!!!!!!

Jôka P. disse...

Querida Marcia, que o novo ano venha recheado de sucessos, realizações, amores e felicidade, sem contar que a saúde terá seu lugar de destaque, pra você e sua família.
Obrigada pela amizade e pela certeza que nos respeitamos e nos aceitamos como somos.
Feliz 2010, beijos do amigo
Jôka

Luigi Spreafico disse...

Maravilhosa esta sua crônica, Márcia.È de tirar o fôlego.